O que realmente é ser Conservador?

  • Antonio Colodetti
  • 24 de dezembro de 2020

O que realmente é o Conservadorismo?
O conservadorismo é uma corrente de pensamento que defende a manutenção das instituições que incorporam uma tradição, seja ela política, local ou até religiosa. O conservadorismo enfatiza a continuidade e a estabilidade das instituições que ao longo do tempo se mostraram positivas e benéficas para a sociedade como um todo, constituído também por uma forte oposição a qualquer tipo de movimentos revolucionário e de políticas progressistas. Contudo, é importante entender que o pensamento Conservador não é um conjunto formado por ideias políticas definitivas, os valores que compõe o Conservadorismo variam drasticamente de acordo com os lugares e com o período que compõe a História. Por exemplo, conservadores britânicos, latino-americanos e russos podem defender uma formação de valores e ideias drasticamente diferentes uma da outra, porém, tais valores e ideais estão de acordo com as tradições das respectivas sociedades.
Mesmo com todas as diferenças, é possível determinar algumas características permanentes no pensamento conservador mundial, o conservadorismo tem como seus princípios e valores principais a liberdade e a ordem, mais precisamente quando se fala de liberdade política e econômica em uma ordem social e moral. O conservador acredita que há uma ordem moral que dura transcendentemente de acordo com os aspectos positivos, no caso do conservadorismo ocidental essa ordem é baseada na doutrina cristã, e em toda sua base existe algum aspecto religioso. Vale lembrar que o conservadorismo valoriza a diversidade típica presente no individualismo e se opõem a qualquer linha coletivista com objetivos políticos.

De acordo com o Filósofo e intelectual Conservador Michael Oakeshott (1901-1990), “ Ser conservador é preferir o familiar ao desconhecido, preferir o tentado ao não tentado, o fato ao mistério, o real ao possível, o limitado ao ilimitado, o próximo ao distante, o suficiente ao superabundante, o conveniente ao perfeito, a felicidade presente à utópica”.

Conservadorismo e Política
No espectro político, o conservador procura preservar as instituições políticas e sociais de uma sociedade que se desenvolveram e aguentaram o fluxo do tempo. Os conservadores entendem que as mudanças e o desenvolvimento pautado no progresso são necessários para manter um sociedade “saudável”, porém, tais mudanças devem ocorrer de forma cautelosa e gradual. Portanto, A política do conservador é a política da prudência, que sempre prefere manter e aperfeiçoar as instituições que trouxeram um tipo de resultado benéfico ao longo do tempo, do que tentar um tipo de ruptura ou revolução para implantar um sistema ou uma política utópica e nunca testada na sociedade.
No que tange a esfera social, o conservador defende a manutenção dos usos, costumes e culturas, além de uma estrutura social baseada nos direitos e deveres de cada individuo.

Conservadorismo e Economia
Quando se fala em economia, o conservadorismo tende-se a defender o individualismo, juntamente com a defesa da propriedade privada que também é vista como uma questão que está ligada ao pensamento Conservador no que tange a defesa das liberdades, seja ela política ou econômica, principalmente a liberdade econômica, pois como muitos autores dizem, não é possível ser livre se os meios de sobrevivência do próprio indivíduo estão nas mãos de outros, dos quais acaba se tornando dependente.
Mesmo que a maioria dos conservadores tendem a defender o livre mercado, uma parcela deles, gosta de levar o lado nacionalista até para a economia, como dissemos o conservadorismo deriva do lugar e do tempo onde é aplicado, dependendo de algumas regiões o conservadorismo é levado a aderir a ideias econômicas, nacionalista e protecionistas.
Portanto, podemos concluir que o conservadorismo é um pensamento que valoriza a tradição histórica e cultural de uma certa região, podendo variar suas características de região para região, o conservadorismo aplica a política da prudência que tange a valorização e desenvolvimento das instituições que ao longo do tempo sobreviveram a provações que levaram elas a ser o que são hoje, sendo assim essas instituições que sobreviveram aos testes do tempo deve permanecer diante a sociedade, não só instituições, mas também pode se considerar aspectos Econômicos, culturais, sociais e políticos.

Mais Artigos:

Filosofia
Ana Emerick

Em cima do muro: A nova onda do cancelamento

Na atualidade conflituosa em que nos encontramos o mais seguro parece ser o lugar ocupado por “isentões” – aqueles que nunca tomam partido sobre nada, portanto, estão sempre em cima do muro nas mais diversas situações. Mas, será que se manter indiferente é o caminho?

Ler Mais »
Meio Ambiente
Kauan Alexandre

Parem o festival de Yulin

A China é, com certeza, palco de inúmeras bizarrices gastronômicas e abusos aos direitos dos animais. Neste artigo, trago um resumo do que é o festival de Yulin, realizado no sul da China desde 1990.

Ler Mais »
Meio Ambiente
Kauan Alexandre

Como minimizar a exploração ilegal na Amazônia

O debate acerca do desmatamento ilegal na Amazônia é cada vez mais urgente, e está acima de uma questão política de governos. Neste artigo, discorrerei sobre os principais problemas e fraudes no controle e fiscalização e alternativas viáveis para conter o desmatamento.

Ler Mais »
Meio Ambiente
Kauan Alexandre

Meio Ambiente e Liberdade

Em todo ano de campanha eleitoral, o debate acerca do meio ambiente se intensifica – principalmente entre candidatos de esquerda. No entanto, depois da divulgação dos resultados, poucos políticos continuam dando importância para este assunto. Com isso, podemos ter uma certeza: A preocupação dos políticos com o meio ambiente só existe (falsamente) na campanha,  para obter votos, tolher liberdades e relativizar a soberania nacional.

Ler Mais »
História
AveVeritas - Podcast

Saul Alinsky

SALVAR PARA VER DEPOISTradução do artigo de John Perazzo Saul Alinsky nasceu em 30 de janeiro de 1909, Chicago, de pais russos e judeus, mas foi pessoalmente agnóstico em relação à religião. O autor e comentarista político David Horowitz escreveu que Alinsky “atingiu a maioridade na década de 30 como um simpatizante comunista”, como o

Ler Mais »
Política
AveVeritas - Podcast

O SHADOW PARTY

SALVAR PARA VER DEPOISTradução do artigo de David Horowitz Ninguém sabe ao certo quem primeiro usou o termo “Shadow Party.” Em 5 de novembro de 2002, o escritor do Washington Post, Thomas B. Edsall, escreveu sobre “shadow organizations” que estavam surgindo para contornar a proibição de contribuições indiretas de McCain-Feingold (que é discutida detalhadamente abaixo).

Ler Mais »
Política
AveVeritas - Podcast

O PARTIDO COMUNISTA DOS EUA (CPUSA)

SALVAR PARA VER DEPOISTradução do artigo de David Horowitz Após seu início, em 1919, o CPUSA foi inextrincavelmente associado à Internacional Comunista Soviética (Comintern), a qual era controlada pela liderança de Moscou e possuía “incontestável autoridade” sobre todos os partidos internacionais. Quando foi fundado, o Partido tinha aproximadamente 50.000 membros. Na década de 20, os

Ler Mais »