A educação do fracassado e a cultura do atraso

  • Estéfano Lopes
  • 17 de abril de 2019

Ricardo vélez foi demitido do ministério da educação no dia oito de abril e sua queda foi acompanhada de uma série de demissões dentro do MEC e uma nova ordem alfabética mais abraçada pelo governo. O novo ministro agora é Abraham weintraub um professor universitário que participou do governo de transição no fim do ano passado e já demonstrou a sua proposta inicial sendo a de combater o marxismo cultural e social colocando ordem na história mais mal contada que é a revolução de 64 . Para os esquerdistas aquilo foi uma ditadura, mas para nós foi a união de civis nas ruas pedindo aos militares que fosse restabelecida a ordem moral .

Dados da educação mostram que o Brasil está nas últimas posições no ranking de qualidade de ensino e isso é tão preocupante quanto a reforma da previdência. Os grupos da UNE e da esquerda universitária usaram e abusaram do sistema levando para dentro da sala de aula debate de política e modos de enfrentar e criminalizar os militares e esqueceram da qualidade do ensino .

Não me admira Ricardo vélez ter caído pois tudo que ele tinha dito é verdade, falta incentivo e disciplina e o antigo ensino da moral e cívica está fazendo falta nos dias atuais. O tempo vai passando e em pleno século XXI falta conhecimento em matemática e português . O português está sendo chamado de burro e os alunos ignorantes estão errando o português básico. Agora fica uma dica uma boa aula de retórica para terminar com as enrolações do cotidiano, faz tempo que o português vem sendo submetido a novas regras mas a base do ensino não melhorou e o recado tinha sido dado . Esta havendo doutrinação ideológica nas escolas e isso não está na base curricular, esta longe de ser um bom exemplo para alunos que são transformados em militantes e são usados para protestos e massa de manobras de professores do PT, Pcdob, Psol.

Questionado sobre sua retórica o projeto escola sem partido não corre risco de morrer devido a ociosidade de seus analistas que não tem tido a oportunidade de colocar o projeto para votação. A oposição dispara ataques dando a entender que é uma mordaça aos professores mas o projeto é claro e serve como base para questionar erros históricos. Ninguém fala sobre a questão porém eu coloco uma defesa infalível no projeto e defendo uma reforma de magnitude elevada nas universidades onde o sistema é dominado por reitores de maioria do psol e pcdob e boicotam a legitimidade do escola sem partido e proíbem livros didáticos que condenem o marxismo cultural.

A nova gestão ministerial precisa colocar o escola sem partido em ação e reconduzir com alta confiança dentro da câmara para que seja finalmente votada e aprovada o mais rápido que possível.

https://www.google.com/url?sa=t&source=web&rct=j&url=https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/elmer-vicenzi-sera-o-novo-presidente-do-inep-responsavel-pelo-enem-15042019%3Famp&ved=2ahUKEwjIh7js6tfhAhVHEbkGHXskCEkQ0PADMAF6BAgHEAo&usg=AOvVaw2OtdrB-raUQix0F2AN2uop&ampcf=1

A primeira decisão do novo ministro Abraham weintraub foi excelente, a nomeação do delegado da PF Elmer vincezi para assumir o inep onde são organizadas as provas do enem .

Realmente é insustentável que gráfica de uma para outra resolva fazer greve pela razão de ter declarado falência . Muito estranho o interessante é que não falta tinta e nem papel para se declarar sem condição de realizar as provas do enem e mais uma vez o desejo de provocar instabilidade no governo bolsonaro. Se for analisar a qualidade das últimas provas do enem talvez o que falte para essa gráfica é competência e decência no sentido que as mesmas editam questões do tipo sobre a vovó lésbica que apareceu na última prova . Lamentável!

A cultura vem sofrendo com a decadência dos bons costumes e da falta de bons artistas . Não temos bons artistas e isso é fato no nosso cotidiano e quantas desventuras com a decência e quanto desrespeito com nossos monumentos históricos que são alvos de vandalismo, incêndios.

O túmulo de Carlos drummond de Andrade, a estátua de Noel Rosa, o museu nacional do RJ a catedral de Notre Dame, são alguns exemplos do desprezo da atual administração cultural que não dá importância para nossa história mas se preocupa em multiculturalismo abrindo portas para a imigração islâmica que não respeita nossa cultura ocidental e seguem o culto fanático do islâ .

Me lembro do ataque covarde que fizeram a um grupo de cartunistas da Charlie habbo por publicarem uma charge sobre Maomé considerada ofensiva pelos radicais. Agora mais sobretudo que me deparo com ataques as igrejas cristãs na França que pouco é noticiado pela imprensa e volto a citar as barbaridades cometidas por radicais islâmicos na Nigéria matando cristãos e jogando bombas nas suas igrejas.

Essa é a mesma cultura que se prega nas universidades brasileiras radicadas e dirigidas por reitores diretamente ligados a essa extrema esquerda .

https://www.google.com/url?sa=t&source=web&rct=j&url=https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2019/03/11/interna_politica,742130/amp.html&ved=2ahUKEwjtuMLd8NfhAhUSHbkGHX-iAxEQFjAIegQIBRAB&usg=AOvVaw3pF-vWikic5rQZxcO73NIe&ampcf=1

Mais Artigos:

Filosofia
Ana Emerick

Em cima do muro: A nova onda do cancelamento

Na atualidade conflituosa em que nos encontramos o mais seguro parece ser o lugar ocupado por “isentões” – aqueles que nunca tomam partido sobre nada, portanto, estão sempre em cima do muro nas mais diversas situações. Mas, será que se manter indiferente é o caminho?

Ler Mais »
Meio Ambiente
Kauan Alexandre

Parem o festival de Yulin

A China é, com certeza, palco de inúmeras bizarrices gastronômicas e abusos aos direitos dos animais. Neste artigo, trago um resumo do que é o festival de Yulin, realizado no sul da China desde 1990.

Ler Mais »
Meio Ambiente
Kauan Alexandre

Como minimizar a exploração ilegal na Amazônia

O debate acerca do desmatamento ilegal na Amazônia é cada vez mais urgente, e está acima de uma questão política de governos. Neste artigo, discorrerei sobre os principais problemas e fraudes no controle e fiscalização e alternativas viáveis para conter o desmatamento.

Ler Mais »
Meio Ambiente
Kauan Alexandre

Meio Ambiente e Liberdade

Em todo ano de campanha eleitoral, o debate acerca do meio ambiente se intensifica – principalmente entre candidatos de esquerda. No entanto, depois da divulgação dos resultados, poucos políticos continuam dando importância para este assunto. Com isso, podemos ter uma certeza: A preocupação dos políticos com o meio ambiente só existe (falsamente) na campanha,  para obter votos, tolher liberdades e relativizar a soberania nacional.

Ler Mais »
História
AveVeritas - Podcast

Saul Alinsky

SALVAR PARA VER DEPOISTradução do artigo de John Perazzo Saul Alinsky nasceu em 30 de janeiro de 1909, Chicago, de pais russos e judeus, mas foi pessoalmente agnóstico em relação à religião. O autor e comentarista político David Horowitz escreveu que Alinsky “atingiu a maioridade na década de 30 como um simpatizante comunista”, como o

Ler Mais »
Política
AveVeritas - Podcast

O SHADOW PARTY

SALVAR PARA VER DEPOISTradução do artigo de David Horowitz Ninguém sabe ao certo quem primeiro usou o termo “Shadow Party.” Em 5 de novembro de 2002, o escritor do Washington Post, Thomas B. Edsall, escreveu sobre “shadow organizations” que estavam surgindo para contornar a proibição de contribuições indiretas de McCain-Feingold (que é discutida detalhadamente abaixo).

Ler Mais »
Política
AveVeritas - Podcast

O PARTIDO COMUNISTA DOS EUA (CPUSA)

SALVAR PARA VER DEPOISTradução do artigo de David Horowitz Após seu início, em 1919, o CPUSA foi inextrincavelmente associado à Internacional Comunista Soviética (Comintern), a qual era controlada pela liderança de Moscou e possuía “incontestável autoridade” sobre todos os partidos internacionais. Quando foi fundado, o Partido tinha aproximadamente 50.000 membros. Na década de 20, os

Ler Mais »