A cultura só ganha com princípios conservadores

  • Estéfano Lopes
  • 16 de março de 2020

O que se tem visto ultimamente é um verdadeiro escárnio, muito dinheiro gasto com péssimas obras de qualidade produzidas fazendo inúmeras sátiras sem pudor zombando dos costumes conservadores, da fé cristã e fazendo cultos à personalidade de políticos e criminosos travestidos de heróis e também outras imoralidades que nem deveria ser mencionadas como apologia as drogas, a nudez, ideologias de gênero e aborto. Muitas dessas coisas são aplaudidas em universidades e levadas para dentro de sua casa por diversas maneiras, inclusive pela TV por assinatura e a Internet. Quando cultura significa zombar da sua crença política ou religiosa, ela deixa de ser cultura e passa a ser vista como escândalo e depravação.

O porta dos fundos zomba da crença evangélica e desmoraliza a virgem Maria e o Senhor Jesus, ainda que não justifique a prática de violência, um claro sinal foi dado à esse grupo que cultiva o satanismo, o prédio do porta dos fundos foi atacado com coquetel molotov, ninguém ficou ferido, mas o aviso é de que parem de zombar da fé alheia. Em outros casos conhecidos uma revista francesa zombou do profeta Maomé em uma sátira e o resultado não foi nada tolerante, um ataque a Charlie hebdo matou 16 pessoas que ali trabalhavam, inclusive os chargistas que publicaram tal sátira. É importante lembrar que esse porta dos fundos não fez nenhuma menção com gracejos ao Islâ, isso porquê eles sabem como as coisas funcionam por lá.

Aqui no Brasil muito se fala em moralizar a cultura que está tão distante daquilo que deveria ser exemplar, agora com alguns retoques mais amigáveis, possivelmente melhoras poderão vir já que o presidente decidiu que a ancine(agência nacional de cinemas) terá um evangélico no seu comando, a lei rouanet será reduzida e os valores serão apenas dados a quem está começando sua carreira, pense no absurdo de artistas que já tem fama, mas seguem recebendo esse fundo para pagar jatinhos por exemplo, Claudia Leite que o diga.

Bolsonaro escolhe Regina Duarte

Falemos da nova secretária especial da Cultura, Regina Duarte, aclamada atriz que recebeu o convite do presidente Bolsonaro, após a demissão de Roberto Alvim, acusado de fazer uma propaganda nazista imitando o discurso de Joseph Goebbels, tal fato repercutiu críticas altamente negativas de diversos setores do poder legislativo e até do judiciário.

Regina aceitou o desafio de representar a cultura do seu modo, às vezes fica um suspense de que papel será desempenhado pela Regina, se será a mocinha ou a vilâ? O fato é que ela está um pouco encantada pela esquerda Nutella e deu uma bagunçada nas diretrizes tomadas pela ala conservadora, tendo já recebido críticas do filósofo Olavo de Carvalho, o Planalto também fez questão de barrar uma nomeação proposta pela secretária.

Fico imaginando se isso é uma estratégia ou se é mesmo a verdadeira identidade de Regina Duarte. Lembro de uma época em que ela manifestava seu apoio abertamente ao José Serra e dizia ser anti petista, ou tudo isso é uma maquiagem para disfarçar seu verdadeiro viés ideológico, o que sabe de fato é que conservadores não estão contentes com a encenação que está ocorrendo. Fica o alerta!

Cada um toma para si à sua cruz e carrega do jeito que pode. A cultura caminha por estreitas ruas sem um destino certo e só se sabe que o tempo é implacável, pois em uma época de inversões culturais que abstrata satanismo e escárnio as coisas sagradas, estamos vivendo um momento de angústia que quando se caminha com retidão e não é valorizado.

No Brasil temos que combater esse mal que não é tão moderno e tem sido produzido diariamente pela esquerda que defende o aborto das ideias conservadoras e faz um acervo cheio de blasfêmia nos espaços culturais do país, no Rio de Janeiro e um deputado estadual denunciou uma lamentável exposição que retratava a virgem Maria com órgão reprodutor masculino, após intensa repercussão negativa e exigências do prefeito Marcelo crivella, à exposição foi retirada. Sem falar do carnaval que já é um espaço liberado para a turba zombar da imagem de jesus cristo. As consequências estão vindo como já relatado, chuvas fortes, inundações atingiram o Rio de Janeiro, causando destruição, são Paulo também foi castigada e ficou debaixo d’água, inúmeras crateras surgiram logo as sucessivas chuvas torrenciais. Esse foi um aviso claro de que com Deus não se brinca.

A cultura no país está corrompida e isso é fato, Bolsonaro escolhe e designa Regina Duarte para a missão de pacificar a classe artística, mas erra ao não dar atenção para um grande nome que na minha opinião é o que seria a vontade do povo brasileiro; Carlos Vereza.

Atualmente fora da rede Globo, Vereza está se destacando como diretor e ganhou com destaque internacional na Espanha em 2019 pelo filme “O trampo” . Vereza declarou que não usou nenhum centavo da lei rouanet, da qual critica com veemência. O talento não tem preço e isso é comprovado cientificamente. Este em minha opinião é o melhor secretário cultural que Bolsonaro teria do seu lado.

Sendo benéfico a experiência como diretor, Vereza está produzindo um documentário que homenageará a professora heley, a professora heroína que morreu num incêndio criminoso em janauba, interior de Minas Gerais, ao tentar salvar as crianças e tbem ao entrar em luta corporal contra o incendiário. A produção é um grande passo a ser dado já que ao mesmo tempo a rede Globo faz exibição de quadros e produz documentários esquerdistas exaltando liberação da maconha, pedófilos, assassinos e defensores de bandidos. Cito por exemplo, um documentário produzido sobre Marielle Franco sendo exaltada como heroína e inspirando a luta pela resistência, todos sabemos quem era marielle fora dos bastidores e podemos livremente opinar sobre o que eles não contaram sobre a vereadora do psol. Recentemente a Globo cancelou uma minissérie que fariam sobre Eliza samudio, uma prostituta que seria retratada como moça comportado e de direita e que foi assassinada pela frieza do seu assassino, nós sabemos qual era o tipo de vida dessa mulher e por isso não poderíamos permitir que fizessem uma comparação tão maldosa como a que seria feita. Os índices de audiência da rede globo são os mais baixos da história e isso faz eles intensificar os ataques a família tradicional na busca pelo público mais esquerdista, ou seja, uma retaliação a família tradicional.

Estamos em alerta!

No fantástico, um quadro do Drauzio varella causou repugnação dos conservadores ao fazer uma entrevista com um trans que reclamava da solidão e falta de atenção, no início teve comoção e até abraço fraterno, mas nos dias seguintes foi puxada à ficha criminal de suzy e soube do passado monstruoso, ele foi preso por estuprar e matar um menino de nove anos e outros abusos cometidos. A mãe da criança morta por esse monstro, vive em situação de necessidade, vive como faxineira, a Internet ao saber da veracidade do assunto, fez uma vaquinha virtual e mandou todo o dinheiro para a mãe.

Todos carregamos nossa cruz e gostemos ou não, temos que combater esse mal chamado marxismo cultural, centenas de telespectadores estão desmaiando no meio do caminho graças a contaminação provocada pela globo. Por exemplo, quando estamos discutindo os limites da divulgação de fake News na Internet e ainda não se discutiu o limite de programação decente para a família assistir em casa,ou seja, não o resgate cultural deve começar agora senão perderemos nosso bem mais precioso que é a família.

A imprensa fez torcida para que o documentário “democracia em vertigem” ganhasse o troféu do Oscar em 2020, eu não consigo assistir mais nenhum prêmio do Oscar por causa da exaltação aos documentarios produzidos pela esquerda em que se negligencia fatos concretos e promove diretamente ataques aos setores conservadores, estamos em pleno século XXI vivendo uma manipulação gravíssima que consequentemente chamo de “família em vertigem”.

Referências:

1) https://www.google.com/amp/s/oglobo.globo.com/rio/prefeitura-suspende-exposicao-que-traz-virgem-maria-com-orgao-masculino-24278942%3fversao=amp

2)Bolsonaristas e conservadores em geral estão sendo exonerados da pasta da Cultura. No lugar deles, virão ativistas do PSOL e do #EleNao. https://t.co/ZQI3a16pSL

3)A inversão de valores e a guerra de narrativas em torno do caso ‘Suzy’ | por: @elivaldoneto1 https://t.co/WGsJi685QP

4)O relato da mãe que está há 10 anos sem abraçar o filho, assassinado pela trans ‘Suzy’ https://t.co/Qj1q9xe9kO

5)”Cagada minha” – afirmou Olavo de Carvalho sobre apoiar a indicação de Regina Duarte https://t.co/WneJlBnx2h

6) https://www.google.com/amp/s/www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/19312/a-promessa-de-carlos-vereza-vou-fazer-um-documentario-sobre-a-professora-heley.amp

Mais Artigos:

Filosofia
Ana Emerick

Em cima do muro: A nova onda do cancelamento

Na atualidade conflituosa em que nos encontramos o mais seguro parece ser o lugar ocupado por “isentões” – aqueles que nunca tomam partido sobre nada, portanto, estão sempre em cima do muro nas mais diversas situações. Mas, será que se manter indiferente é o caminho?

Ler Mais »
Meio Ambiente
Kauan Alexandre

Parem o festival de Yulin

A China é, com certeza, palco de inúmeras bizarrices gastronômicas e abusos aos direitos dos animais. Neste artigo, trago um resumo do que é o festival de Yulin, realizado no sul da China desde 1990.

Ler Mais »
Meio Ambiente
Kauan Alexandre

Como minimizar a exploração ilegal na Amazônia

O debate acerca do desmatamento ilegal na Amazônia é cada vez mais urgente, e está acima de uma questão política de governos. Neste artigo, discorrerei sobre os principais problemas e fraudes no controle e fiscalização e alternativas viáveis para conter o desmatamento.

Ler Mais »
Meio Ambiente
Kauan Alexandre

Meio Ambiente e Liberdade

Em todo ano de campanha eleitoral, o debate acerca do meio ambiente se intensifica – principalmente entre candidatos de esquerda. No entanto, depois da divulgação dos resultados, poucos políticos continuam dando importância para este assunto. Com isso, podemos ter uma certeza: A preocupação dos políticos com o meio ambiente só existe (falsamente) na campanha,  para obter votos, tolher liberdades e relativizar a soberania nacional.

Ler Mais »
História
AveVeritas - Podcast

Saul Alinsky

SALVAR PARA VER DEPOISTradução do artigo de John Perazzo Saul Alinsky nasceu em 30 de janeiro de 1909, Chicago, de pais russos e judeus, mas foi pessoalmente agnóstico em relação à religião. O autor e comentarista político David Horowitz escreveu que Alinsky “atingiu a maioridade na década de 30 como um simpatizante comunista”, como o

Ler Mais »
Política
AveVeritas - Podcast

O SHADOW PARTY

SALVAR PARA VER DEPOISTradução do artigo de David Horowitz Ninguém sabe ao certo quem primeiro usou o termo “Shadow Party.” Em 5 de novembro de 2002, o escritor do Washington Post, Thomas B. Edsall, escreveu sobre “shadow organizations” que estavam surgindo para contornar a proibição de contribuições indiretas de McCain-Feingold (que é discutida detalhadamente abaixo).

Ler Mais »
Política
AveVeritas - Podcast

O PARTIDO COMUNISTA DOS EUA (CPUSA)

SALVAR PARA VER DEPOISTradução do artigo de David Horowitz Após seu início, em 1919, o CPUSA foi inextrincavelmente associado à Internacional Comunista Soviética (Comintern), a qual era controlada pela liderança de Moscou e possuía “incontestável autoridade” sobre todos os partidos internacionais. Quando foi fundado, o Partido tinha aproximadamente 50.000 membros. Na década de 20, os

Ler Mais »